sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Se essa moda pega...Já pensou em tatuar sua marca favorita?


Pois é...Foi se os tempos em que se alugavam outdoors...A onda agora é alugar o próprio corpo!


Transcrevo aqui o que está no excelente livro (gostei muito, é um "tijolo" - literalmente - mas tem uns capítulos ótimos! Bastante didático e traz cases interessantes) Propaganda e Promoção – Uma perspectiva da Comunicação integrada de Marketing por George E. Belch e Michael A. Belch. Deixo a imagem do livro para quem se interessar.


"Aluga-se uma testa. Em Omaha, Nebrasca, um webdesigner de 20 anos, leiloou o uso de sua testa como um espaço publicitário no eBay. Fischer recebeu US$ 37.375 por permitir que a empresa colocasse uma luminosa tatuagem temporária em sua cabeça. A empresa – de remédios contra ronco – acredita que valeu seu investimento, pois Fischer e sua testa apareceram no Good Morning América, da ABC, no Fox and Friends, da Fox TV, e em muitas outras mídias, incluindo este livro. (O rapaz é bem relacionado, hein....! Até para ser outdoor ambulante precisa ter contantos...)

Aluga-se o corpo. Se você pode alugar uma testa, por que não o resto do corpo? Courtney Van Dunk, uma mulher de negócios de Nova Jersey, de 21 anos de idade, leiloou seu corpo escultural como espaço publicitário: tatuagens no abdômen de anúncios de artigos de praia e em outras partes do corpo para outros locais de encontro, como shopping centers, eventos esportivos e outros lugares públicos. Van Dunk recebeu uma oferta de um varejista de vinhos, de New Jersey, de US$ 11.300 por mês, e recebeu ligações de lugares tão distantes quanto Zâmbia. (Imagina isso no Brasil...O Sambódromo um enorme parque de diversões para os anunciantes!risos...)

Mais pele. Deve ter virado moda! Recentemente, o bodybillboardz.com elencou 21 pessoas que desejavam oferecer partes do corpo onde os anunciantes poderiam colocar um anúncio. Um dos que estavam na lista ofereceu um braço e uma testa por US$ 1.500 por mês. Pornografia ou nudez não são encorajadas ( a menos que o anunciante ofereça mais dinheiro!).

Cabelo de celebridade. Enquanto os astros da NBA discutem sobre quem tem o melhor penteado – tranças, colorido, curto, com rabos de cavalo e cabaeças respadas estão todos na disputa – o vencedor na categoria empresarial pode muito bem ser Richard Hamilton. Hamilton, ala do Detroit Pistons, recentemente brincou com o penteado imitando as marcas do pneu Assurance Triple Tred, da Goodyear. O estilista de Hamilton trançou seu cabelo com o mesmo padrão que aparece no pneu e a Goodyear pagou pela exposição. A quantia paga pelo espaço não foi revelada, embora tenha custado à Goodyear uma boa quantidade de pneus para que ela ficasse bem servida. Seria o começo de uma nova tendência?

Mensagens de Voz em Mictórios. Apenas para demonstrar quão longe chegou a categoria fora-do-corpo, a Country Music Television (CMT) anunciou recentemente que colocaria anúncios em mictórios de bares, locais de concertos, faculdades e estações de rádio para promover o concerto Outlaws, na CMT. Foi planejado que os anúncios deveriam aparecer no ralo, coberto com um dysplay anti-reflexo, com uma mensagem de rádio pré gravada e com luzes piscando. Quando ativado, a voz de uma mulher dizia: “Não perca os Outlaws, na CMT. Você parece perder tudo o mais!”. Os dispositivos são projetados para durar por 10 mil descargas. A nintendo considerou esse instrumental de mídia em um de seus mais bem-sucedidos lançamentos de vídeo-games. “Conkers Bad Fur Day”. (Essa aqui é ótima! Imagina o susto com uma voz saindo do ralo ou quando apertamos a descarga??????Fiquei imaginando como isso deu certo.)


Bom, já dá pra ganhar um dinheirinho, né? O pior é quando essas ações não dão certo...O livro traz a má fadada ideia da Microsoft em desenhar sua logo pelas ruas da cidade e prédios...A ação não impressionou ninguém, pelo contrário: a Microsoft foi multada e o concorrente ainda se ofereceu para limpar a "sujeira".
E foi uma vez...

Nenhum comentário:

Postar um comentário